23 de dezembro de 2015
Seja o primeiro a comentar

Google investirá US$ 1 milhão em startups em 2016

Google-investirá-1-milhão-de-dólares-em-startups-no-ano-que-vem

Programa de aceleração vai apoiar ao menos 15 empresas de tecnologia do País em 2016; projeto inclui mentoria e viagem ao Vale do Silício.

Fonte original: Estadão – Blog Link

Por Bruno Capellas

O Google anunciou recentemente a criação do Launchpad Accelerator, um programa de incentivo com investimento de US$ 1 milhão para startups do Brasil, da Índia e da Indonésia. Ao longo de seis meses, as empresas participantes recebem US$ 50 mil em investimento do Google, ganham uma viagem de duas semanas para o Vale do Silício e poderão fazer contatos com fundos de investimento e parceiros do Google no Brasil e nos Estados Unidos.

Um dos destaques do projeto é que o Google não recebe contrapartida financeira ou participação das empresas. “Queremos que as empresas cresçam, aumentando seu impacto no mercado local e global”, diz José Papo, gerente de relacionamento com startups do Google na América Latina. Na primeira turma do projeto, que começa em janeiro de 2016, há oito empresas da Índia, seis da Indonésia e oito do Brasil: Qranio, Cuponeria, ProDeaf, AgroSmart, SuperPlayer, UpBeat Games, Elo7 e Hand Talk.

Quem quiser participar da segunda turma, prevista para o segundo semestre de 2016, pode se inscrever no site do programa. “Não existe restrição sobre o setor de atuação das startups. O que nós avaliamos é se a empresa resolve um problema importante para o seu segmento usando tecnologia”, explica Papo.
Para o executivo do Google, o Launchpad Accelerator preenche um espaço no ecossistema das startups, dando incentivos a empresas que estão em fase de desenvolvimento após participar de uma aceleradora ou incubadora, mas que ainda não cresceram o suficiente para receberem investimentos de um grande fundo de capital.

O novo projeto serve como um complemento, afirma o executivo do Google, ao Launchpad, projeto lançado em 2014 para incentivar startups iniciantes. Segundo ele, outro diferencial do programa é a sua presença em países em desenvolvimento. “Os mercados dos EUA e da Europa já são bem desenvolvidos. Podemos fazer mais diferença no Brasil, na Indonésia e na Índia”, diz o executivo, que aposta na expansão do Launchpad Accelerator para outros países da América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *