7 de abril de 2016
Seja o primeiro a comentar

Belas Artes expõe trabalhos de seus alunos no setor de design da SP-Arte

Belas-Artes-expõe-trabalhos-de-alunos-no-setor-de-design-da-SP-Arte

A Instituição, única faculdade presente no evento, vai apresentar as criações dos jovens profissionais no espaço “Rotas Belas Artes”. Peças estarão à venda.

O Centro Universitário Belas Artes de São Paulo vai participar da 12ª edição da SP-Arte, Feira Internacional de Artes de São Paulo, que acontece entre os dias 07 e 10 de abril.

Além de coordenar novamente o Setor de Performance, a Belas Artes é a única faculdade a estar presente também na nova área da feira dedicada ao design.

Em um espaço denominado como “Rotas Belas Artes”, a instituição vai apresentar e comercializar mobiliários, luminárias, pinturas e gravuras de estudantes e profissionais recém-formados.

O ambiente leva este nome, pois a expressão “traçar uma rota” é utilizada quando se pretende definir um caminho para chegar ao destino desejado e a Belas Artes acredita que expor os trabalhos de seus talentosos alunos em uma feira da dimensão da SP-Arte abrirá muitas portas aos jovens profissionais.

“Estamos construindo e desenhando o futuro da arte e do design brasileiro, por isso acredito que a nossa participação na SP-Arte, que é considerada uma das feiras mais importantes da América Latina, seja primordial para proporcionar experiência e essa grande visibilidade aos nossos estudantes, mesmo que estejam ainda em fase de desenvolvimento de suas carreiras”, explica Patrícia Cardim, diretora-geral da Belas Artes.

Com 90 anos de existência, a instituição é referência nas áreas de Economia Criativa e foi pioneira em oferecer cursos de Artes e Arquitetura no Brasil. Por lá surgem não só arquitetos, artistas e designers, mas mentes empreendedoras como a de Caio Andreazza Morbin, formado em arquitetura e urbanismo pelo Centro Universitário, colecionador de design e arte e um dos idealizadores da AMMA Store. Caio tornou-se mais um apoiador da faculdade e coordenará a comercialização das peças da coleção “Rotas Belas Artes”.

“A Belas Artes tem um papel fundamental na formação não só acadêmica como profissional dos alunos, e a participação na Feira é uma primeira oportunidade de inserção no mercado de trabalho. Nos preocupamos em construir uma plataforma de trabalho para os jovens”, completa Fernanda Feitosa, diretora e idealizadora da SP-Arte.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *